Páginas

terça-feira, 16 de outubro de 2018

O eCommerce para empreender. Parte II

Por Nivaldo Silva - Parceiro da Sýndreams Aceleradora


Dando continuidade ao artigo anterior, o qual apresentei as vantagens de vender online, neste vamos detalhar um pouco os processos envolvidos em um negócio online.
Na última palestra que assisti, o pessoal da B2W reforçou que no Brasil 5% das vendas são realizadas no ecommerce, nos EUA são 12 % e 20% na China, isso mostra o potencial que existe no mercado.
Uma vez estabelecida a plataforma que será comercializado os produtos, é importante desenvolver ao mesmo tempo os seguintes pontos.
Fornecedores – é muito importante ter uma parceria boa com os fabricantes ou distribuidores que consigam atender de maneira rápida, em primeiro momento é ideal trabalhar com fornecedores os quais tenha contato, que já conheça o mercado. Quando o negócio estiver já desenvolvido, pode-se buscar outros fornecedores que não seja do ramo que tenha muito conhecimento. É válido utilizar o network para desenvolver estas parcerias, principalmente os que estiverem próximos da sua cidade, o que facilita a muito o dia a dia. Recomendo visitar feiras setoriais para conhecer novos fornecedores.
Transportadora e correios – o principal agente de transporte no Brasil é a empresa Correios, um contrato com uma agencia franqueada pode ajudar muito o seu negócio, no entanto, alguns produtos não são entregues por eles devido tamanho, peso ou outra especificação, sendo assim, as transportadoras são a solução para o envio das mercadorias vendidas. Temos na região de campinas as principais transportadoras, o que precisa se observar é se ela entrega em todo o Brasil ou apenas em alguma região, se possui código de rastreio, se ela disponibiliza cotação online, finalmente como é realizada a migração com plataformas de ecommerce, algumas ainda não possuem essa opção, o que dificulta muito o dia a dia.
Equipe – como toda empresa, o ecommerce necessita muito do fator humano, as pessoas que trabalham farão toda diferença para o sucesso do negócio. No início pode ser somente o próprio empreendedor, quando as vendas aumentarem será necessário uma equipe, com isso vem toda as exigências trabalhistas e de liderança. Na questão trabalhista o escritório contábil pode ajudar muito, já no âmbito de liderança é de extrema importância o próprio dono do negócio e passar o seu ritmo de trabalho para a equipe.
Site – o visual do site é a vitrine do ecommerce, o cliente utiliza das informações que estão ali contidas para tomar a decisão de compra ou não. Vários especialistas aconselham seguir alguns sites como referência para ter como exemplo a ser seguido na sua loja online. Aqui cabe a analise se terá o apoio de uma agencia de publicidade ou um profissional interno com experiencia nesta área.
Local de trabalho – ter um ecommerce necessita ter um espaço para trabalhar, no início pode ser na própria casa, ou em uma sala comercial de pequeno porte, muitos ecommerce necessitam ter em estoque os principais produtos que vendem, para isso é importante o armazenamento correto dos produtos, o que será difícil conseguir crescer se continuar home office.
Ainda temos muito a discutir sobre eCommerce, nos próximos artigos aprofundaremos outros temas relacionados a anúncios de produtos e aos marketplaces.
Fiquem com Deus e até mais.

Um abraço.

Nivaldo J Silva, diretor do CIESP de Santa Bárbara d´Oeste,
diretor do e-Commerce www.LuGuicommerce.com.br
Blog: EmpreenderEsuperar.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário