Páginas

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Evento de lançamento do livro Lean Six Sigma: Iniciativas para a Melhoria Contínua em Operações e Serviços

Por Sýndreams Aceleradora


  • Data: 05 de junho de 2020
  • Horário: 14h00 – 16h00
  • Local: Online.
  • Inscrições gratuitas: Clique aqui.
  • Bônus: Inscreva-se e receba o e-book em primeira mão, gratuitamente no dia do evento.



                         

Lean Six Sigma: Iniciativas para a Melhoria Contínua em Operações e Serviços, novo livro organizado por Robisom Damasceno Calado, PHD, conta com a participação de mais de 60 autores e terá lançamento internacional, online, na próxima sexta-feira dia 05 de junho as 14h00.

Sandra Elisabeth, mentora da Sýndreams Aceleradora e professora da Universidade São Francisco, escreveu junto com o professor Celso Carrer, PHD o Capítulo 2. Lean Startup: Como Indústrias estão Desenvolvendo Produtos Inovadores Utilizando Metodologia Aplicada em Startups do Vale do Silício.

Os experientes autores não tiveram a pretensão de esgotar a discussão sobre as ferramentas e métodos Lean Six Sigma, mas apresentar uma contribuição, com exemplos de aplicações das abordagens de melhoria contínua, Lean Startup e Lean Six Sigma.

O livro apresenta casos reais de resolução de problemas e melhoria de processos das empresas e pretende continuar colaborando com a disseminação da abordagem Lean Six Sigma.

Graças aos notáveis pesquisadores e profissionais com experiência em Lean Six Sigma, foi publicado recentemente outros livros na área de operações e serviços.

Destaca-se duas obras “Lean Six Sigma Na Indústria de Óleo e Gás: Aplicações e Boas Práticas” e “Lean na Prática” que podem ser adquiridos na Amazon.

Um ótimo evento á todos!

terça-feira, 26 de maio de 2020

Economia Criativa e inovação na Indústria

por Stéfano Carnevalli

A Economia Criativa engloba setores como Moda, Software, Artes, Design, Música entre outros que potencializam o capital intelectual como fonte de criatividade para gerar valor econômico.

Os profissionais desse setor reforçam a importância na multidisciplinaridade das equipes para gerar inovação industrial.


A importância desses setores foram citados publicamente em 1983 no Reino Unido em discurso da primeira-ministra Margaret Thatcher: “reconhecemos que o investimento nas áreas de tecnologia e criatividade serão fundamentais para o crescimento econômico do Reino Unido.” Em 1994, na Austrália, o então primeiro-ministro Paul Keating lançou a política pública de estímulo à área cultural: “Creative Nation” onde foram destinados US$ 250 milhões em financiamento adicional às instituições culturais.

Podemos conceituar Economia Criativa como descrito pelo pesquisador e autor John Howkins “Economia criativa são atividade nas quais resultam em indivíduos exercitando a sua imaginação e explorando seu valor econômico” (2012). São negócios desenvolvidos a partir da criatividade  que geram valor econômico.

A UNESCO em seu relatório de 2018 identificou que a Economia Criativa movimenta mais de 2,25 bilhões de dólares por ano. Os destaques são a China, EUA, França e Itália que respondem pela a maior parte do volume de exportações globais dos setores criativos.

Inovação na Indústria

Em estratégias de Governo e Politicas Públicas, investir em setores de Economia Criativa provocam um crescimento exponencial em outros setores da economia com energia, agronegócio, biotecnologia e principalmente em inovação para Indústria. Que podem também contribuir com o aumento de exportações.

Temos acompanhado esse movimento de crescimento exponencial nos últimos dez anos principalmente nos setores de Tecnologia de Informação e Cinema. Grandes produções cinematográficas impulsionadas por artistas, cenógrafos, designers e desenvolvedores de software, trouxeram ao público técnicas e tecnologias que estão sendo hoje aplicadas na indústria, como por exemplo os ambientes de treinamento em realidade virtual.



Quando observamos as frentes de pesquisa e implementos da Indústria 4.0, percebemos que os profissionais dos setores criativos estão atuando para seu desenvolvimento acelerado. Essas novas tecnologias operadas por profissionais de setores criativos promovem inovações no ambiente da indústria que vão desde processos, produção, novos materiais e novos produtos.

Tecnologias que envolvem a Indústria 4.0

Uma visão importante é que as indústrias que contratam e trazem para suas equipes profissionais dos setores criativos estão ganhando velocidade exponencial em suas inovações e identificando novos mercados. Mudam sua forma de pensar, agregando seus conhecimentos com novas descobertas e aprendizados. Profissionais de setores criativos conseguem identificar mais rapidamente as necessidades e desejos dos potenciais clientes. Esse é o caminho para inovar. Inovação com foco no cliente.

Um caminho para iniciar pode ser criar conselhos criativos ou mesmo investir e se aproximar de startups que tenham essas características. Além de engenheiros, técnicos e administradores, a indústria das próximas décadas serão aquelas que reúnem em sua equipe desenvolvedores de software, designers, comunicadores, artistas e até músicos. 

No mundo atual e futuro, o Desenvolvimento Econômico e social está relacionado diretamente com investimento nos setores criativos.


Indicação de Leitura - Relatório publicado pela British Council e SEBRAE em 2018
A ECONOMIA CRIATIVA BRASILEIRA




quinta-feira, 30 de abril de 2020

Podcast sobre Data Storytelling

Por Sýndreams

Desta vez, foi nosso mentor e diretor Stéfano Carnevalli que gravou um Podcast sobre Data Storytelling para a ação USF at Home da Universidade São Francisco.

Ele foi entrevistado por Sandra Elisabeth sobre o que é Data Storytelling e como contar a história dos dados.

Esta ação da Universidade São Francisco tem como objetivo levar informação e conhecimento aos alunos, ex-alunos e toda comunidade que segue a USF nas redes sociais.

Confira a seguir o o podcast:



sexta-feira, 24 de abril de 2020

Podcast sobre Indústria 4.0

Por Sýndreams

Nossa mentora e diretora Sandra Elisabeth gravou um Podcast sobre Indústria 4.0 para a ação USF at Home da Universidade São Francisco.

Esta ação tem como objetivo levar informação e conhecimento aos alunos, ex-alunos e toda comunidade que segue a USF nas redes sociais.

Confira a seguir o que ela disse sobre Indústria 4.0: